quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Uma tarde de quarta

        Eu estava aqui pronta a fazer um post sobre essa tarde de quarta, bem cotidiana, cheirando a broa e café, com sol e chuva lá fora e o cheiro da terra molhada no ar avisando q  em breve a primavera chega. Eu estou de molho, me recuperando de um mal estar, coisas triviais da vida...
         Então, eu estava na janela, observando a chuva e a farra dos passarinhos no bouganville aqui dos fundos do prédio, que iam dele até as arvores do prédio mais atrás e voltavam. Eu estava presa, como sempre, em ver a desimportância daquilo que, infelizmente, não gira a roda dessa sociedade em q vivemos. E aí o interforne tocou. Eram os Correios, era o abençoado moço do correio ao qual eu e a Ju Gervason tanto somos gratas. E não é que ele trazia meus livros da promoção Um dia de Cosac Naify na Livraria Cultura? Pois é, o Brasil está mundando mesmo. A remessa chegou em 24 horas, pois ontem mesmo recebi um e-mail deles avisando da postagem. E eu igual a uma criança fui abrindo a caixa a toque de caixa (perdão pelo trocadilho). E aí eu lhes apresento:
                 
              Ju, obrigada pela dica mais uma vez. Vc é meu anjo da guarda literário, com dicas, promoções e conselhos sempre por perto (rsrsrs). O espírito organizador q habita minha estante fez uma cara!! Lá vem fila dupla de novo. E eu disse a ele: Calma! É só até janeiro. Casa nova, estante nova, de parede inteira do jeito q vc quer.
          E sol arrebentou de novo lá fora, com o ar fresco atravessando todas as paredes. Minhas janelas abertas ao vento, sempre, que o espírito é para o amplo.

                                               Fernanda Meireles, 03/08/2011,
                                                                                                                                                                                       

Um comentário:

  1. uma palavra resume
    felicidade.

    (que nada mais supera a alegria de um livro)

    ResponderExcluir